Glossário
  • Broker Palavra inglesa que significa intermediário especializado na compra e venda de uma determinada categoria de bens, geralmente aplicações financeiras tais como acções, em mercado próprio, cobrando, por esse efeito, uma comissão que geralmente representa uma percentagem do montante de cada negócio efectuado. É alguém que faz da sua profissão a compra e venda, por conta de terceiros (os seus clientes), de bens num mercado onde possui uma posição privilegiada. Um broker é um corretor e também faz o serviço de aconselhamento ao cliente.

  • Bull Market Nome que se dá ao mercado quando os preços se encontram em alta. Mercado em ascensão ou em euforia. Tendência de subida generalizada das cotações, relativamente prolongada, reflectindo o sentimento optimista dos investidores.

  • Brainstorming Método colectivo que visa a geração de um conjunto de novas ideias através da participação em grupo. Este método baseia-se no pressuposto de que um grupo consegue gerar mais e melhores ideias do que um único indivíduo sozinho.

  • Branding Diferenciação de um bem ou serviço através da atribuição de um nome ou marca indicativa, que representa para o consumidor um determinado nível de qualidade e garantia.



  • Break-even point Ponto crítico em que as receitas de uma empresa igualam os seus custos (fixos e variáveis), ou seja, representa o ponto a partir do qual a empresa começará a evidenciar lucros.

  • Brent Tipo de crude mais transaccionado no mar do Norte. O Brent tem uma densidade de cerca de 37,5 de acordo com a escala do API (American Petroleum Institute). Tecnicamente é uma mistura de crude da Shell UK (zona de exploração de Brent) e da BP (zona de exploração de Ninian).

  • Bookbuilding Sistema de venda de valores mobiliários por oferta pública que fixa um preço máximo e um preço mínimo para as ordens de compra dos investidores. O processo permite adequar o preço final da transacção às condições de procura efectivamente registadas.

  • Boom Termo inglês que traduz um crescimento súbito muito acentuado. Diz-se que houve um boom nas acções quando os seus preços aumentaram rapidamente para valores muito acima dos anteriores, acompanhados de aumento do volume de transacções.



  • Blue Chips Empresas com boa notoriedade e dimensão, com um longo historial de resultados positivos estáveis e com uma política consistente de distribuição de dividendos. As blue chips caracterizam-se ainda por apresentarem elevada liquidez em Bolsa.

  • Bolsa de Mercadorias (Commodities Exchange) Mercado organizado onde se compram e vendem mercadorias (commodities). Destacam-se produtos como os metais (cobre, zinco, estanho, alumínio, níquel), cereais (trigo, milho, aveia, soja, óleo de soja, farinha de soja), produtos industriais (açúcar, café, cacau, borracha, algodão), e outros produtos diversos (ouro, prata, petróleo, platina, paládio). Este mercado inclui também um mercado de futuros, onde se definem preços futuros para determinadas mercadorias, controlando assim o risco de variação de preços. Os maiores mercados de derivados são o CME (Chicago Mercantile Exchange) e o CBOT (Chicago Board of Trade).

  • Bolsa de valores Praça ou mercado onde se transaccionam valores mobiliários, tais como acções, obrigações, futuros, opções, etc. É o local físico onde os intermediários financeiros (corretores) fazem o encontro das ordens de compra com as ordens de venda dos investidores.



  • Bid (Comprador) Preço correspondente ao melhor comprador. É o preço que o comprador está disposto a pagar para deter uma determinada acção em carteira. Representa assim o preço obtido caso se queira vender de imediato uma acção.

  • Bilhetes do Tesouro Títulos de dívida de curto prazo emitidos pelo Estado, com valor unitário de um euro. com maturidade de 91, 182 e 364 dias. São colocados a desconto através de leilão ou subscrição limitada e reembolsáveis no vencimento pelo seu valor nominal.

  • Benchmarking Processo contínuo de avaliação e comparação do nível de desempenho das melhores empresas do mercado, com o objectivo final de obter melhorias de desempenho. Este tipo de análise utiliza a concorrência como termo comparativo, podendo também utilizar empresas ligadas a outros sectores de actividade.

  • Base de incidência - Valor que serve de base a um determinado cálculo. Por exemplo, quando um rendimento é tributado a uma taxa de 10%, a base de incidência para o seu cálculo é o valor do rendimento ao qual se aplica a referida taxa para que se chegue à importância do imposto a pagar.

  • Bear Market - Nome que se dá ao mercado quando os preços se encontram em baixa. Mercado em depressão ou em descida. Tendência de queda generalizada das cotações, relativamente prolongada, reflectindo o sentimento de pessimismo dos investidores.

  • Balanço Documento contabilístico que retracta a posição financeira de uma empresa num determinado momento, listando os bens e os direitos (o activo), por um lado, e as obrigações da empresa perante terceiros (o passivo), por outro, Reflecte a equação "Activo=Passivo+Situação Líquida ou Capital Próprio".

  • Balanço consolidado Balanço de um grupo de empresas vinculadas por razões de filiação e no qual se expressam as relações com terceiros estranhos a esse grupo. Tem uma importância especial para efeitos de se conhecer a potência financeira do grupo, assim como o tipo de associação entre as várias empresas.

  • Baixa Diz-se que o mercado ou que um título se encontra em baixa, após um movimento de descida das suas cotações no mercado, ou quando se atinge um valor mínimo absoluto ou relativo dos seus preços na bolsa.

  • Balança de Pagamentos Registo contabilístico de todas as transacções económicas entre os residentes de um País e o exterior (incluindo as transacções de bens e serviços, transferências financeiras, empréstimos e investimentos).