Glossário
  • Dow Jones Industrials Índice da Bolsa de Valores de Nova Iorque constituído pelos trinta títulos mais representativos das maiores empresas industriais americanas cotadas.

  • Downsizing Estratégia empresarial em que uma empresa reduz o seu tamanho e complexidade, tentando aumentar os seus rácios de eficiência e rentabilidade. Esta estratégia é implementada normalmente através de uma reestruturação, que significa, na prática, redução de efectivos e a venda de activos ou áreas de negócio não directamente ligadas com o negócio principal da empresa.

  • Dumping No mercado bolsista, significa vender largas quantidades de acções sem qualquer preocupação pela evolução da cotação ou pelo seu impacto no mercado. Em termos económicos, significa a venda de uma mercadoria abaixo do seu custo marginal. Esta estratégia gera perdas para a empresa, mas permitirá a eliminação progressiva da concorrência. Precisamente por isso, é uma prática impedida por lei.

  • Dividendo extraordinário Dividendo com pouca probabilidade de repetição no futuro.

  • Dividendo regular Dividendo que uma determinada empresa espera poder distribuir no futuro aos seus accionistas, numa base estável.

  • Dívida subordinada Dívida de uma empresa que, em caso de falência, apenas atribui direitos aos seus titulares após a integral satisfação dos direitos dos credores principais.

  • Dividend Yield Rácio entre o dividendo por acção e a cotação de uma acção. Corresponde à rendibilidade da acção ignorando as flutuações no respectivo preço.

  • Dividendo É a fracção dos lucros da empresa cotada que é distribuída aos seus accionistas. Normalmente, sempre que uma empresa obtém lucros num determinado exercício, decide distribuir, no ano seguinte, uma parte destes aos detentores de acções. O montante distribuído é proposto pelo Conselho de Administração e aprovado pela Assembleia Geral, sendo pago habitualmente numa base anual. Para os accionistas, o dividendo constitui uma importante fonte de rentabilidade, para além da valorização do preço do título.

  • Dívida prioritária Dívida que, no caso de falência, deve ser liquidada antes da dívida subordinada.



  • Dívida garantida Dívida que, no caso de incumprimento, tem direitos prioritários sobre determinados activos.

  • Dispersão Percentagem de acções representativas do capital social de uma empresa que se encontram na posse do público, ou seja, cuja propriedade não está concentrada num número restrito de investidores.

  • Diversificação Estratégia de investimento distribuindo os recursos disponíveis por um número considerável de activos diferentes, de modo a reduzir a exposição da carteira global a uma ou mais fontes de risco.

  • Diversificação internacional Investimento em mais do que um país de modo a reduzir o risco envolvido. Para que a diversificação seja efectiva, não é tão importante o número de países envolvidos, como a diferenciação nos respectivos ciclos económicos e o grau de interligação das respectivas economias.



  • Desvalorização Redução no valor de uma moeda, no caso em que a taxa de câmbio não é livremente determinada pelas forças do mercado.

  • Direito de Incorporação Direito atribuído aos accionistas de uma empresa, que no âmbito de uma operação de aumento de capital por incorporação de reservas lhes permite receber novas acções na proporção das anteriormente detidas. É equivalente ao direito de subscrição a preço zero, uma vez que um aumento de capital por incorporação de reservas consiste apenas na transformação desta rubrica contabilística em capital social, sem qualquer entrada em numerário.

  • Direito de Subscrição Privilégio atribuído aos accionistas de uma empresa, que no âmbito de uma operação de aumento de capital lhes permite comprar novas acções antes das mesmas serem oferecidas a outros investidores. O objectivo destes direitos é proteger os actuais accionistas dos efeitos de diluição da propriedade (os accionistas têm o direito de comprar novas acções na proporção das anteriormente detidas) e do valor (os direitos podem ser vendidos pelos accionistas que não desejem acompanhar o aumento de capital).

  • Derivado Instrumento financeiro cuja rendibilidade depende do valor de outros activos, como acções, obrigações ou mercadorias. É o caso dos contratos de futuros e opções.

  • Depreciação Redução no valor de uma moeda (ou de outro activo financeiro), no caso em que a taxa de câmbio é livremente determinada pelas forças do mercado.

  • Depressão Condição económica caracterizada por preços em queda, poder de compra reduzido, excessos de oferta em relação à procura, desemprego crescente, acumulação de stocks, deflação, falta de confiança e medo por parte da população em geral e um decréscimo geral da actividade empresarial. A Grande Depressão de 1930, centrada nos EUA e em vários países da Europa, teve repercussões a nível mundial e constitui um bom exemplo deste fenómeno.

  • Deflação Redução do nível geral de preços de um país.